A comunidade está de cara nova!
Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

A direção que o Senhor nos mostrar. Refletir, Orar, Planejar e Agir

A direção que o Senhor nos mostrar. Refletir, Orar, Planejar e Agir
Mauricio Rocha
mar. 29 - 4 min de leitura
0 Curtidas
2 Comentários
0

A exatamente 2 anos atrás (março de 2019) eu me encontrei em uma situação muito difícil na questão financeira da empresa, fluxo de caixa negativo e dificuldades em conseguir recurso nos bancos com taxas no mínimo razoáveis.

Em minhas orações diárias o meu pedido era: “Senhor, por favor me ajude a sair desta situação”

Em um determinado dia eu estava entrevistando um possível vendedor para trabalhar conosco, e naquela conversa, não me lembro a forma, chegamos ao assunto em que ele conhecia uma pessoa (investidor) que estava buscando oportunidades de negócio para atuar no ramo automotivo (auto center), guardei está informação e comecei a arrazoar sobre isso.

“Coincidentemente” eu conhecia esta pessoa, liguei para ela e marquei uma visita em sua empresa para conversarmos. Então, chegou o dia marcado e fui até ele, e conversamos sobre vários assuntos e temas, até ali, apenas simples descontração. Foi muito agradável, e em determinado momento eu trouxe a mesa o motivo da minha visita, e disse:

Soube que você tem interesse em investir na área que atuo, e eu tenho interesse em vender uma das minhas filiais. O que você acha de estudarmos algo sobre isso?

Ele demonstrou interesse e já marcamos outra data da reunião para falarmos sobre valor e possibilidades.

Pra encurtar a história, o que aconteceu foi que ele entrou como sócio majoritário na minha principal empresa, ele ficou como diretor financeiro e eu como diretor de operações, acertamos um valor justo e assim consegui colocar todas as contas em dia e manter um capital de giro no negócio, mantendo assim uma situação mais saudável.

Tudo estava indo bem, quando do segundo mês para o terceiro, tivemos uma divergência com relação a gestão do negócio na questão de cobrar procedimentos dos colaboradores. Acabou que não conseguimos resolver a situação, pois envolveu uma situação de autoritarismo, e desta forma acabei colocando à disposição dele, a venda da minha parte no negócio.

Confesso que o meu sentimento foi de grande perda, pois naquele local era onde estava toda a minha equipe administrativa e também era onde ficava a minha sala, ou seja, eu teria que fazer uma grande mudança na estrutura e também abrir mão do meu conforto, pois eu tinha ciência que nas outras empresas, eu não teria um espaço como aquele para me instalar.

Buscando novamente a direção do Senhor, orei e entendi que era assim que deveria ser, finalizei a negociação de maneira amigável, fiz a rescisão de toda a equipe,  porque não seria mais possível permanecer com eles, pois a operação seria bem menor com a venda desta unidade.

A imagem acima ilustra exatamente o meu sentimento quando tudo isso aconteceu: fracasso, perda, desânimo, incompetência, estes eram os sentimentos, mas no espírito, eu tinha a convicção que era exatamente isso que eu deveria fazer, e também, buscar aprender com os erros que tinha cometido.

Um ano depois (março de 2020) fomos todos surpreendidos com a situação da Pandemia e vários setores e empresas se deparam com grandes dificuldades. Neste mesmo período, surgiu uma oportunidade de realizar uma fusão com outro grupo que atuava na mesma área que a minha.

Isso aconteceu e tem sido uma benção para todos os novos sócios envolvidos.

Vejo claramente a mão de DEUS em todo o ocorrido, fico tentando imaginar qual seria a minha situação, se eu tivesse insistido em manter o meu “status” mesmo sabendo de todas as dificuldades que eu estava passando lá em março de 2019.

Estamos agora em março de 2021 e grandes coisas tem feito o Senhor, e em outra oportunidade eu compartilho com os irmãos o que está acontecendo agora.

Refletir, Orar, Planejar e Agir, busco fazer isso diariamente, e tem sido maravilhoso!!

“Estou certo de que a vida é 10% do que acontece comigo e 90% como eu reajo a isso. Assim é com você? nós somos responsáveis pela nossa atitude.” Charles Swindoll, autor e pastor

Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em sua própria inteligência. PV 3:5

 

 

 

 

 


Denunciar publicação

Mauricio Rocha

Empresário, Barão Pneus - Centro Automotivo

0 Curtidas
2 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você